Sexta, 06 de dezembro de 2019
87.99944-0258
Pernambuco

27/11/2019 às 11h54

6

Redacao

Ouricuri / PE

Igreja entrega ao Governo carta contra usina nuclear no Sertão de Pernambuco
A 'Carta de Floresta' será entregue pelos representantes da CNBB reforça a necessidade do diálogo e os possíveis impactos
Igreja entrega ao Governo carta contra usina nuclear no Sertão de Pernambuco
Projeto da usina nuclear Foto: Divulgação

Um documento contra a implantação de uma usina nuclear no município de Itacuruba, no Sertão de Pernambuco, será entregue nesta quarta-feira (27) à governadora em exercício, Luciana Santos, na sede da vice-governadoria do Estado, no Bairro do Recife, área central da capital pernambucana.

A “Carta de Floresta”, como o documento foi intitulado, será entregue pelos representantes da Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB NE 2). O texto reforça a importância do diálogo com o Estado sobre a real necessidade da implantação da usina e os possíveis impactos que a construção às margens do Rio São Francisco podem causar.


O texto, resultado de dois dias de debates promovido pela Igreja no início deste mês e inspirado no Evangelho de Jesus Cristo e nas palavras do papa Francisco, sustenta a importância de buscar o desenvolvimento da região sem esquecer das famílias mais pobres que vivem no local.



 



De acordo com o articulador da Comissão Regional de Pastoral para a Ação Sociotransformadora da CNBB Nordeste 2, o diácono Jaime Bomfim, o objetivo é provocar o diálogo. “Queremos ouvir o governo, apresentar as nossas preocupações também e reforçar que estamos à disposição para conversar em busca do melhor caminho para as pessoas e o meio ambiente, sobretudo, naquela região do Sertão”, disse Bomfim.

Plano Nacional
A criação da fonte atômica de energia foi sinalizada no Plano Nacional de Energia 2050, elaborado pelo Ministério de Minas e Energia (MME). Além de Itacuruba, outras oito localidades no Nordeste e Sudeste do País estão sendo estudadas para abrigar usinas.

Apesar da intenção do Governo Federal, a legislação estadual proíbe a instalação de uma usina atômica em Pernambuco. De acordo com o Artigo 216 da Constituição Estadual está vedada a instalação de usinas nucleares no Estado enquanto não se esgotarem toda a capacidade de produzir energia hidrelétrica e de outras fontes.

FONTE: Folha PE

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium