domingo, 23 de fevereiro de 2020
87.99944-0258
Brasil

25/07/2019 às 11h01

74

Redacao

Ouricuri / PE

Chuvas elevam nível das barragens em Pernambuco
Apesar do aumento do volume acumulado, não há ainda perspectiva de mudança no regime de abastecimento da Região Metropolitana
Chuvas elevam nível das barragens em Pernambuco
Reservatório Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho Foto: Divulgação

As chuvas registradas nos últimos dias na Capital e Região Metropolitana causaram o aumento do nível das barragens que fazem parte do sistema de abastecimento da região. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), cinco reservatórios da região foram mais beneficiados pelas precipitações. Ainda assim, não há perspectiva de mudança no regime de abastecimento. Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), é preciso fazer uma avaliação após o fim do período chuvoso no Grande Recife.

Dados da Apac apontam que a barragem de Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho, teve aumento de 21,6% no volume acumulado, entre o dia 1º de julho e ontem. No começo do mês, o reservatório estava com 53,8 milhões de metros cúbicos, o que equivalente a 92% do volume total. Agora, conta com 65,5 milhões de metros cúbicos, ou 107% da capacidade. O reservatório de Várzea do Una, em São Lourenço da Mata, teve aumento de volume de 58,6% para 67,4%. O local contava com 6,7 milhões de metros cúbicos e passou para 7,8 milhões de metros cúbicos. O aumento foi de 16%. Cada metro cúbico equivale a mil litros.


Em Botafogo, em Igarassu, o volume de água manteve-se quase o mesmo. A barragem estava com 9,6 milhões de metros cúbicos, ou 34% da capacidade, e chegou a 10 milhões de metros cúbicos, o equivalente a 36,5%. O reservatório Tiúma, na cidade de Timbaúba, conta com 3,1 milhões de metros cúbicos, ou 51,9% da capacidade, segundo o último relatório da Apac. Contudo, imagens enviadas ontem à Folha mostram que a barragem está prestes a sangrar. 

Rios
O rio Capibaribe, em São Lourenço da Mata, está com sua vazão reduzindo, mas ainda encontra-se em estado de atenção. Em Paudalho e Vitória de Santo Antão, o rio está estável. Já em Nazaré da Mata, o rio Tracunhaém está com tendências a subir. Os técnicos da Apac continuam monitorando o local. O rio Siriji, em Vicência, e o manancial Ipojuca, em Caruaru e Gravatá, estão estáveis.


 

FONTE: Folha PE

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium